ENTREVISTA A LÍDIA JORGE

divisor-titulos-laranja

Revista Estante da FNAC

 

 

DESCRIÇÃO


Quando entrámos em casa da escritora Lídia Jorge, percebemos de imediato que estávamos numa casa de cultura e de literatura. Não foi difícil construir o ambiente que pretendíamos para o filme. Quando começámos a entrevista, já a atmosfera era intimista, talvez porque estivéssemos sentados no sofá da autora. A luz não era abundante e tão pouco era o espaço, mas soubemos tirar partido. Aproximámo-nos e intensificámos a emoção através da luz ténue. Escolhemos os restantes planos em função disso mesmo, utilizando luz em pontos-chave e planos pormenor dos vários objectos que decoravam a casa. Quanto ao som, foi uma combinação de sorte, talento e alguns ajustes em pós-produção, mas o filme fala por si.

NOTA DO PRODUTOR


Por entre livros espalhados pelo chão e pelas mesas, rascunhos e lembranças captámos uma entrevista apaixonante e cheia de história sobre os 40 anos do 25 de Abril. Contada por quem a viveu.